Reunião APG – 25/05/2017

Participantes: Barbara, Clara, Kate, Lucas, Gabriel, Jefferson e Andreza

PAUTAS:

1) Repasse sobre a reunião com a Maria sobre senhas, contatos e grupos de whatsapp

2) Informe sobre os escritores do estatuto e sua legitimidade e GT acolhimento

3) Organização da APG

4) Encaminhamentos

1) Repasse sobre a reunião com a Maria sobre senhas, contatos e grupos de whatsapp

Foi levantada a questão sobre quem terá acesso às senhas do email e blog (somente membros ou coletivo APG & membros + colaboradores), decidiu-se que somente os membros da APG terão.

A APG possui um espaço dentro do campo virtual e que Maria nos colocará em contato com Ana Paula para cadastrar a APG (login e senha). Foi explicado o que é o campo virtual (proposta de reunir num site as informações de todos os cursos oferecidos pela Fiocruz e que no futuro a relação estudante/Fiocruz será por lá).

Lucas está como administrador da fanpage e colocará os demais membros da APG também como administradores. Além disso, Maria passou o contato do Ulisses, da ENCE (Escola Nacional de Ciência e Estatística – IBGE) e da Tamara, presidente da ANPG.

A APG está em 5 grupos no whatsapp (Lucas entrou em dois) e em 1 grupo no telegram.

Nesse momento discutiu-se a importância de outras pessoas serem inseridas nos grupos, uma vez que Maria entrou por ser da APG e ela não faz mais parte da APG. Discutiu-se a centralidade da Maria enquanto APG e que isso tem que mudar, visto que ela já não faz parte.

Decidiu-se que Maria poderá introduzir a nova gestão nos espaços e informar que não faz mais parte da APG, passando assim as responsabilidades.

Ficou a ser decidido sobre a definição de quem estará/estarão nesses espaços.

Ainda no âmbito da comunicação da APG foi sugerida a criação de um grupo no gmail para facilitar a comunicação. Todos concordaram.

2) Informe sobre os escritores do estatuto e sua legitimidade e GT acolhimento

O estatuto não foi reconhecido em cartório, no entanto, é reconhecido pela Fiocruz.

Sobre o GT acolhimento, Kate informou que já participa das reuniões, mas atualmente Geovane é o representante oficial. Com a saída dele, em virtude da finalização do doutorado, um novo representante deve entrar. Kate sugeriu, por já fazer parte, que ela entre. Será formalizada em uma carta a entrada da Kate, pois todos concordaram que ela permaneça.

3) Organização da APG

Após discussão de utilizar formatos de GT (fixos, curtos, longos), GT + coordenação, coordenação, definiu-se que o formato de GT, preferencialmente com as mesmas pessoas (pela continuidade).

Ressaltou-se a importância de definir as prioridades que teremos como luta política para partir para mobilização, a importância teórica por trás das lutas, pensar no por que das lutas, e quando possível torná-las pública, e que os responsáveis devem elaborar um documento teórico político sobre os objetivos e as propostas do GT.

Clara explicou como os alunos da residência são representados, sempre em dupla, havendo rotatividade nas reuniões visando não sobrecarregar ou desgastar ninguém. Um dos que participaram da reunião anterior devem estar obrigatoriamente na próxima reunião para dar continuidade. Ressaltou ainda a importância de ter sempre dois representantes da APG nos espaços, principalmente nos mais problemáticos, doentios.

Todos concordaram que Maria deve nos acompanhar nos espaços, apresentar a nova gestão e sair.

Decidiu-se primeiro definir os GTs para depois discutir as pautas e objetivos de cada.

Proposta:

1- GT comunicação

2- GT questões internas à Fiocruz

3- GT articulação política

4- GT pesquisa e educação

5- GT evento e financiamento

6- GT estatuto (suprimido)

O GT do estatuto foi suprimido e incorporado no de GT articulação política.

Propuseram que, ao invés de GT, se utilizasse um misto de coordenação + GT de maneira que as reuniões dos GTs serão abertas aos alunos, mas o encaminhamento será feito pela coordenação.

Foi sugerido também o uso das coordenações e dos GTs somente para pontos específicos. Não houve concordância quanto a este ponto por se assemelhar a divisão que consta no estatuto.

Falou-se da urgência de abordarmos os temas de assédio, saúde mental e direitos dos alunos.

Foi sugerida a criação do GT saúde. Todos concordaram.

7- GT saúde

Pontuaram que os GTs devem articular com a ANPG e outras APGs que já avançaram em alguns temas, para haver um ponto de partida.

Importante no documento elaborado pelos GTs haver um histórico da área, para acumular conhecimento.

Ressaltou-se a necessidade de definir os temas, pois muitos assuntos são transversais aos GTs e também criar coesão interna usando os GTs – reuniões periódicas para falar das metas atingidas.

Barbara informou estar no GT violência da ENSP e que existe um GT violência Fiocruz e a APG precisa ser articular com eles para saber dos encaminhamentos e das discussões.

Falou-se sobre definir como será o funcionamento dos GTs para ter uma organização similar ou comum entre eles.

Reforçaram a importância de discutir com os estudantes por que se adoece.

Também se falou da questão do território da Fiocruz e a importância de dialogar com ele.

Foi sugerida a criação de um jornal comunitário com participação dos movimentos sociais do território.

Comentaram que a violência extrapola à Fiocruz e que não há como interferir, citaram a crise no estado. Sobre o campus, comentaram sobre a questão da falta de iluminação no campus e que os alunos tem que conhecer seus direitos (horas de trabalho, trabalho nos finai de semana, troca de orientador, assédio, …).

Reforçou-se a questão das horas de trabalho e disse que a utilização da ouvidoria da Fiocruz é complicada para os alunos, sugeriu soltar notas genéricas e abrangentes para todos os orientadores.

Sugeriram que a APG pode trabalhar com a ideia de políticas pontuais, amplas e específicas.

Definiu-se que os GTs serão:

 1- GT comunicação

2- GT assistência estudantil

3- GT articulação política

4- GT pesquisa e educação

5- GT estrutura e financiamento

6- GT saúde

Os GT de saúde foi definido como permanente.

Definiu-se duas pessoas por GT, um coordenador e um relator, não sendo essa posição fixa dentro do GT.

Clara reforçou a ideia de que os encaminhamentos dos GTs tem que passar por reunião ordinária. Todos concordaram.

Cada um escolheu o GT que gostaria de participar.

Seguem o nome e o GT de primeira escolha e de segunda escolha:

  • Lucas: GT pesquisa e educação Comunicação
  • Jefferson: GT pesquisa e educação e Estrutura e financiamento
  • Luciene: GT pesquisa e educação e Assistência estudantil
  • Marisa: Saúde e Estrutura e financiamento
  • Clara: Saúde
  • Julia: Saúde
  • João: Assistência estudantil
  • Kate Assistência estudantil
  • Barbara: Articulação política
  • Jarbas Articulação política e Assistência estudantil
  • Gabriel: Comunicação
  • Andreza: Estrutura e financiamento
  • Júlio: Articulação política

4) Encaminhamentos

1- As reuniões serão quinzenais. Com exceção da próxima.

2- Na próxima reunião, dia 01 de junho, quinta, em local a ser definido pelo Jefferson e Deco, cada GT deverá apresentar seus pontos de pauta e metas, além de um documento político-histórico sobre os temas centrais do GT.

2- As reuniões ocorrerão, até segunda ordem, às segundas e quintas no horário da noite, fora da Fiocruz.

3- Os GTs deverão puxar reuniões formativas ou rodas de conversa ao longo de sua existência.

4- A discussão sobre o estatuto deve ter um prazo, a ser estipulado.

5- Lucas entrará em contato pessoalmente com os demais membros e colaboradores para eles escolherem o GT, sem saber em que GT os presentes na reunião se inseriram. O prazo estipulado foi até sábado, 27 de maio.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s