Discurso na sessão solene em homenagem ao centenário de morte de Oswaldo Cruz

Discurso proferido pelo coordenador Jefferson durante a sessão solene pelo ano de Oswaldo Cruz no Congresso Nacional em 9 de agosto de 2017

WhatsApp Image 2017-08-09 at 12.53.02

“Relembrar 100 anos da morte de Oswaldo Cruz, significa reafirmarmos os pactos firmados com a sociedade brasileira com a criação da Fundação Oswaldo Cruz.

Somos  pós-graduandos da Fiocruz, estamos comprometidos com o Sistema Único de Saúde. As pesquisas que realizamos ao longo dos nossos programas de pós-graduação são fundamentais para o desenvolvimento científico e tecnológico em saúde do país. Através delas são propostas políticas públicas para a saúde, reflete-se sobre a história da saúde para avançar no futuro, realizamos pesquisa básica e desenvolvemos medicamentos. Contribuímos,desta forma, diretamente para o acesso público e irrestrito a saúde para a população brasileira. Somos os futuros pesquisadores que continuarão pensando uma ciência comprometida com as demandas sociais.

O legado de grandes cientistas é fundamental. Eles nos apontam um caminho que só é possível com a ampliação do acesso a uma educação pública em todos os níveis de formação. Comprometidos com a superação de injustiças sociais históricas, como no caso das mulheres e da população negra. E, centralmente articulada a uma profunda distribuição de renda e de terra.

Reafirmamos com o marco histórico de Oswaldo Cruz, um projeto de país democrático e equânime, com saúde para todos. Com serviços públicos dedicados a toda a população e preparados para proteger as populações mais vulneráveis. Sem democracia, sem investimentos em ciência e tecnologia, sem uma saúde pública forte, sem formação de profissionais qualificados e com condições adequadas para se desenvolverem, não avançaremos neste caminho. Esses recursos precisam ser garantidos, ampliados e protegidos.

A Fiocruz, como todas as instituições públicas de pesquisa do país, é referência em pesquisa e têm garantido uma forte inserção da ciência brasileira no mundo. São nessas instituições que se formam profissionais de excelência. É preciso, neste momento, garantir que não tenhamos retrocessos e, ampliar o acesso  a essas instituições. Estamos falando de instituições de estado que pertencem a população brasileira, e por ela são respaldadas. Negligenciar qualquer uma dessas instituições é afetar diretamente a qualidade de vida das pessoas.

No estado do Rio de Janeiro, local onde se encontra a sede da Fiocruz, os servidores não recebem seu salário e as instituições de pesquisa e ensino não recebem recursos adequados ao seu funcionamento. O caso mais emblemático é o das universidades estaduais. A insatisfação é generalizada e estamos mobilizados para pressionar o governo permanentemente.

Vivemos momentos em que precisamos estar atentos e mobilizados enquanto sociedade para nos proteger, impedir ataques a direitos sociais para, então, avançarmos. Esse é nosso principal compromisso ao refletir sobre o papel do cientista Oswaldo Cruz e o projeto de país que queremos.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s